quinta-feira, 26 de maio de 2011

Protesto de uma judia americana contra a ocupação ilegal no discurso de Netanyahu

No discurso realizado por Netanyahu esta semana, uma ativista se levantou, interrompendo-o e lançou aos gritos declarações contra a ocupação ilegal. Rae Abileah, uma jovem judia de nacionalidade americana e que faz parte do movimento ‘CODPINK: Womans for peace (Mulheres pela paz)’ protestou: "A ocupação é indefensável", "Não a ocupação, fim aos crimes de guerra de Israel, igualdade de direitos para os palestinos, a ocupação é indefensável." A ativista protestou logo após Netanyahu ter falado que a juventude ao redor do mundo tem se levantado para mais democracia.

No vídeo (inglês) que mostra o momento, Netanyahu ainda é irônico e diz que esse tipo de manifestação não ocorreria na Síria ou no Irã, e que isso sim era democracia.

video

Enquanto isso a ativista era arrastada aos socos e murros para fora do local. Teve que ser levada para o Hospital para tratamento dos ferimentos no pescoço e no ombro.




Rea Abileah disse:

"Estou com muita dor, mas isso não é nada comparado à dor e ao sofrimento que passam os palestinos. Eu estive em Gaza e na Cisjordânia, já vi casas de palestinos bombardeadas e arrasadas. Eu falei com as mães cujos filhos foram mortos durante a invasão de Gaza. Eu vi estradas judias levando a constante expansão de assentamentos na Cisjordânia. Esse tipo de ocupação colonial não pode continuar. Como uma judia e uma cidadã dos EUA, sinto-me obrigada a me levantar e falar contra estes crimes que estão sendo cometidos em meu nome e com o dinheiro que pago pelos meus impostos."

Além disso, a ativista disse que é solidária aos ativistas palestinos e israelenses, que são rotineiramente presos e agredidos por falar de democracia.

Esse episódio veio mostrar que o movimento pró-palestina não é um movimento religioso ou extremista. É um movimento pelos direitos humanos, pela dignidade do homem e por seu direito de sobrevivência. Não sabemos ao certo, o número de ativistas adeptos à causa palestina, mas sabemos que a causa palestina possui ativistas espalhados pelo mundo tudo e que independe de nacionalidade, etnia ou religião.


É isso que Obama não entendeu ainda. Não será o veto no Conselho de Segurança da ONU que impedirá a busca pelo reconhecimento do Estado Palestino. As manifestações pela justiça estão se intensificando e o direito de fato é incorruptível. Os vídeos adiante mostram um pouco dessas manifestações.


A OCUPAÇÃO É INDEFENSÁVEL!










----------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá leitor!
Comentários são sempre muito bem-vindos.
Obrigada por interagir.
Daniele El Seoudi.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...